Porto Alegre, 22 de setembro de 2017 .
 

Em 3 minutos, a Giédre (30 anos) resumiu a sua dificuldade em arrumar tempo para estudar: Tinha marido, dois filhos, uma cadela. Fazia pré-vestibular pela manhã e das 12h30 às 19h30 trabalhava no Tribunal de Justiça. Queria Direito na UFRGS e estava se matriculando no super-intensivo, que tinha dois encontros semanais: terça à noite e domingo à tarde. Havia mais um problema: mesmo saindo antes do trabalho, ela chegaria 60 minutos atrasada nas terças. A situação era tão complicada que ficou evidente que ela iria passar. Pessoas que trabalham e são cheias de responsabilidades aproveitam o pouco tempo de que dispõem. A Giédre fez tudo que o Dominó exigia. Apesar de ela querer a UFRGS, também fez a PUC. Encontrei-a chateada no terceiro dia do exame, logo após conferir o resultado das provas anteriores. Dei o último toque: proibi-a de conferir qualquer resultado dali para adiante (faltava toda a UFRGS). Passou no Direito da UFRGS e PUC e me telefonou pouco depois para dizer: "fiz como tu disseste, não conferi mais nada".(2002).

<< voltar

 
www.dominodehistoria.pro.br - Todos os direitos reservados
Website by Camila Moscardini