Porto Alegre, 22 de julho de 2017 .
 

Considero a Aninha a pessoa que melhor proveito tirou do Dominó, apesar de não ter sido aprovada. Fez a aula experimental pouco antes do feriado de 7 de setembro. Na introdução do encontro, disse que nunca gostou de estudar e que seus esforços escolares se resumiam a confeccionar “colas” para as provas. Em seguida, avisou que sairia mais cedo porque ia para a praia. Tive a impressão de que ela não faria o curso e, se fizesse, nada aproveitaria. Para completar a péssima impressão inicial, apresentou o boletim de desempenho do vestibular anterior (2000) com o argumento de 417,1 (apenas 7 acertos). Nas semanas seguintes, ela me surpreendeu. Pediu ao grupo que alterasse o horário de início da aula para não chegar atrasada. Fazia os temas, perguntava coisas importantes. Quando corrigiu a prova de História de UFRGS, telefonou para dizer “acertei só 23, poderia ter ido melhor”. Calculei a nota dela: argumento 787,43. Um crescimento de 370 pontos.

<< voltar

 
www.dominodehistoria.pro.br - Todos os direitos reservados
Website by Camila Moscardini